Skip navigation

Tag Archives: Donald Judd

No final da década de 50 o homem começou a explorar o espaço. Esse fato trouxe novas idéias e costumes para a população da época. As pessoas idealizavam o futuro com base na expansão espacial e isso era refletido nas artes, roupas, arquitetura, música, entre outros.

A arte e arquitetura minimalista se fundem criando espaços e quadros praticamente acromáticos, marcados pela repetição de forma e pela geometria. As instalações bi ou tridimensionais brincam com a escala de luz,formato, superfície, cor e relação com o ambiente.  Branco, preto e cinza dominavam a visão com raras inclusões de cores, na maioria das vezes, primárias.

Alguns artistas que se destacaram nesse movimento foram:

Sol LeWitt:

Sem Título
Sem Título

Donald Judd:

"Sem Título"
“Sem Título”

E Frank Stella:

"The Marriage of Reason"
“The Marriage of Reason”

O minimalismo é atemporal. Ele sempre vai ser futurístico e vai ser parte da moda. Nela, os looks são classificados como elegantes e ainda podem ser usados mesmo anos depois de seu lançamento. Roupas de alfaiataria, vestidos pretos básicos, camisetas brancas são ícones da moda que fazem parte desse estilo. Um exemplo de marca minimalista é a Calvin Klein.

Calvin Klein

Propaganda feminina da Calvin Klein

Propaganda feminina da Calvin Klein

New York Fashion Week 02.2009

New York Fashion Week 02.2009

Calvin Klein 2007

Calvin Klein 2007

O minimalismo também surge na música e na literatura. Na primeira ele é marcado pela repetição de sons e pouca variação de notas, na segunda ele aparece em pequenos textos que não utilizam advérbios para ficarem menores.

Anúncios